Mergulho livre

Mergulho livre é uma categoria que consiste basicamente no mergulho utilizando somente o ar contido nos pulmões.

O mergulho livre pode ser praticado em piscinas, lagos, rios e no mar. Seus entusiastas preferem a prática do mergulho livre marinho por este apresentar uma diversidade maior de espécies animais a serem observadas. Dentro desta categoria devemos distinguir duas modalidades muitíssimo diferentes entre elas: o mergulho em apneia e o chamado de snorkeling.

Snorkeling

O snorkeling é a maneira mais fácil de se ter o primeiro contato com o mundo submarino. Pode ser praticado por quase qualquer pessoa, usando apenas um par de nadadeiras, uma máscara e um snorkel (aquele tubinho que serve para respirar enquanto permanecemos olhando para debaixo d'água) para nadar e dar curtos mergulhos em apneia (prendendo a respiração) em baixas profundidades (piscinas naturais em rios e mares).

Apneia

O mergulho em apneia propriamente dito (técnica usada principalmente por caçadores submarinos), pela elevadas profundidades alcançadas e tempos relativamente longos, só pode ser praticado por pessoas técnica, física e psicologicamente treinadas.

Mergulho Autônomo

Entende-se por mergulho autônomo, todo aquele que utiliza aparelhos de respiração subaquática independente de suprimento da superfície. Para o mergulho recreativo utiliza-se o equipamento SCUBA (Self-Contained Underwater Breathing Aparattus). Ele é constituído basicamente de um reservatório (cilindro) de mistura de respiração (normalmente ar) e de um dispositivo de fornecimento e redução de ar (válvula reguladora ou simplesmente regulador).

Além disto, completam o SCUBA, o profundímetro (medidor de profundidade), nanômetro (medidor da pressão do ar do cilindro), além do colete equilibrador. Todos acoplados ao cilindro.

DICA: Mergulho em Abrolhos - BA

O Parque Nacional de Abrolhos, criado em 1983, é um talvez o melhor lugar do Brasil para a prática do mergulho, depois de Fernando de Noronha.

Distante 75 km da costa, o arquipélago é refúgio de 19 espécies de corais, algumas endêmicas da região, e 95 tipos de peixes. A temperatura fica entorno do 20°C e tem até 30 metros de visibilidade. Porém, nadadores inexperientes precisam ter cuidado para não agitar o fundo de areia, o que pode deixar a água turva.

Além de naufrágios e corais, a presença de baleias-jubarte, de julho a novembro, podem tornar o mergulho ainda mais incrível.

Para chegar a Abrolhos é preciso pegar um barco na cidade de Caravelas, extremo sul da Bahia.